"O aborto é sempre um mal: para a criança porque é impedida de nascer; para a mulher que o pratica porque física e psiquicamente fica com marcas para o resto da vida; para o pai porque de uma forma ou outra (umas vezes é o impositor do acto, outras porque contra a sua vontade) acaba por carregar aquela culpa e dor; e para a Sociedade que assiste e tem dentro de si estes sofrimentos que tantas vezes geram agonias, danos, depressões e até violências diversas."

Isilda Pegado
Presidente da Federação Portuguesa pela Vida

A ADAV-Coimbra e a Associação Famílias consideraram oportuna a divulgação do Manual de Bioética para Jovens neste momento em que, na sociedade portuguesa, se continuam a discutir os limites no controlo da vida e da morte. Há que fazer escolhas prudentes e responsáveis, depois de toda a informação ter sido assimilada: só assim se poderá abrir um caminho que permita a plena realização da humanidade de cada um.


para mais informações clique aqui

Consulte o manual